10 de out de 2008

Apenas 2% das empresas brasileiras se sentem protegidas online

Apenas 2% dos gerentes de tecnologia brasileiros consideram a empresa totalmente protegida na internet, queda drástica dos 28% totais em 2007, afirma o relatório Web@Work América Latina, revelado nesta quarta-feira (08/10) pela Websense.
Relatório esse que pode ser visto aqui
Mesmo assim, só 16% dos funcionários no Brasil acreditam que crackers usam a web para contaminar os PCs com malwares.
Em que o ideal seria que 99% das pessoas acreditassem no envio de malwares pela internet, já que a rede é o principal meio para tal”,
A prova disto é aquelas situações em que a máquina deixa de funcionar, a pessoa é Roubada e Cadastros feitos com a identidade de uma pessoa é feito por um bandido(basta ver o jornal da globo em que vemos de tempos a tempos gangs presas que só fazem isto.
Meus clientes estão habituados a que eu fale de segurança, medidas de proteção e manutenção preventiva, o que eu ainda constato é que uma grande maioria dá pouco valor á segurança, normalmente essas pessoas se lembram das minhas palavras, quando ocorre uma situação de roubo via internet ou perda dos seus dados/documentos/E-mails e como backup também ainda não é uma prática corrente da grande maioria, por vezes recuperar o que foi destruído ou roubado fica difícil.
Empresas com comportamentos de usuários domésticos não dá bom resultado.
Por outro lado temos muitas pessoas que trabalham em seus Pcs sem serem empresas, sendo o mais importante é que a própria pessoa verifque se o que tem em seu HD é verdadeira-mente importante, por outro lado com o aumento de aplicativos na web a transferência de dados pessoais aumentou em muito, os golpes mais usados hoje são os de roubo de identidade (CPF/CNPJ/RG) e dados Bancários (contas, senhas e cartões)
Você deixa as chaves de seu carro na ignição e vai para casa????
A mesma atitude tem que ser tomada quando se entra na internet.

Nenhum comentário:

Postar um comentário