22 de out de 2013

win8 - 1 ano depois de seu laçamento

Com o fim das atualizações do windows xp em abril de 2014, para onde irão esses usuários? win7? win8?
As empresas que ainda usam winXP dificilmente irão passar para o win8 ou 8.1, por isso tudo indica que a fatia de mercado do win7 irá aumentar e passar a barreira dos 50%,  meta que o win7 nunca alcançou devido ao sucesso do winXP.
Os números estão ai, claros e simples de se entender, o desktop não vai morrer, só diminui o seu uso e a sua queda de uso vai estabilizar, o erro da MS ao pensar que todo o mundo iria usar tablets e smartphones e que o desktop iria morrer, está-se a revelar um erro abismal por parte da Microsoft.

A politica de obrigar:
Não é uma prática exclusiva da Microsoft, mas não é desculpa para o que está errado e o que é realmente funcional para os usuários. Toda esta questão do win8, seria facilmente ultrapassada caso a MS tivesse feito o mais sensato, escutar os usuários e as empresas, facilmente iriam perceber que seria necessário duas versões do windows, uma para Desktop, e outra para dispositivos moveis com tela sensível ao toque
O resultado disso são os números em baixo, que deixam claro a realidade dos fatos, mesmo obrigando a compra com o win8, os números que sobem são os do win7.

Nenhum comentário:

Postar um comentário