22 de jun de 2010

Alguns mitos e verdades sobre os computadores atuais






  • Colar imãs pequenos (como os de geladeira) no gabinete pode prejudicar a CPU.
FALSO. Os ímãs de geladeira têm um campo magnético muito tênue. Além disso, os componentes dos computadores modernos são bastante imunes a campos magnéticos, mesmo de intensidade moderada



  • Se o computador passou toda a noite ligado, é melhor desligá-lo e reiniciar antes de usar de novo.
FALSO. Os sistemas operacionais modernos (Windows, Linux e Mac OS X) podem ter um uptime (tempo em que ficam ligados) de várias semanas ou mesmo meses. Se seu PC fica lento após um período grande de uso, é sinal de vírus ou outras pragas, e não do tempo em que ficou ligado.
  • O computador gasta mais energia ao ser ligado do que se permanecer em uso por longas horas.
FALSO. Computador não é carro e não tem motor de arranque. Não caia nessa lorota de quem tem preguiça de fechar e abrir os programas que usa no dia-a-dia. Por mais econômico que o PC seja, qualquer momento em que ele passe desligado há economia de energia – e não é pouca. Recomenda-se desligá-lo inclusive na hora do almoço.
  • Usar programas piratas aumenta a chance de ser infectado por vírus e outras pragas virtuais.
VERDADEIRO. Pode parecer papo de sanitarista ou alarmismo dos fabricantes de software, mas infelizmente essa é uma triste realidade. Não há como verificar a procedência de softwares e sistemas operacionais baixados ilegalmente, e a maioria deles realmente está adulterada. Nem o Mac OS X, da Apple escapa
  • Desligar o PC diretamente no botão sem escolher antes a opção de desligar a máquina estraga o disco rígido.
FALSO. Esse mito tem fundamento histórico. Nos anos 80, os discos rígidos precisavam ser preparados para o desligamento com um comando específico. Se isso não fosse feito, certamente seriam danificados. Mas nos discos rígidos modernos, as cabeças são recolhidas automaticamente na ausência de energia, eliminando o risco. No entanto poderá ocorrer algum erro no sistema operacional.
  • Se está chovendo ou a fazer trovoada, desligue o computador e tire o plugue da tomada.
VERDADEIRO. A chuva em si não causa nenhum dano – o problema são as descargas atmosféricas conhecidas como relâmpagos. Se não estiver relampejando (ou trovejando), pode usar seu computador sem problemas durante a chuva. Mas, se estiver, recomenda-se desligar não só o PC mas todo e qualquer equipamento da casa – televisores, aparelhos de som e eletrodomésticos.
  • Sempre que mais de 80% do disco rígido (HD) está sendo usado, o computador fica mais lento.
VERDADEIRO. Esse parece mentira, mas não é. Quem compra um computador novo acredita que pode usar a capacidade todinha do disco para guardar suas coisas, mas o sistema operacional precisa de espaço para o gerenciamento. Se seu disco rígido já se aproxima desse limite de 80%, é melhor pensar numa limpeza – ou em comprar um disco maior.
  • Tirar o pen drive sem “avisar” o computador pode causar danos.
VERDADEIRO. Mas os danos não são ao computador e sim ao pendrive. Quando se usa a opção “remover de modo seguro” no Windows ou “ejetar” no Linux e no Mac OS X, o sistema operacional termina todas as operações de leitura e gravação e “fecha a porta” do pendrive, permitindo sua retirada. Não fazer isso pode causar desde a simples perda de dados até queimar os circuitos do pen drive.
  • É preciso descarregar completamente a bateria do notebook antes de poder recarregá-la novamente.
FALSO. Esse mito vem das antigas baterias de níquel-cádmio (Ni-Ca), que realmente precisavam ser completamente descarregadas antes de nova recarga para não apresentar perda de capacidade (efeito memória). Mas as atuais baterias de lítio-íon (Li-ION) não possuem esse problema. Aliás, muito pelo contrário: as baterias de Li-ION têm um número limitado de ciclos de recarga, então quanto menos você as descarregar completamente, melhor. (ver aqui sobre baterias)

Estes são alguns mitos e verdades dos PCs de hoje, caso tenha duvida em relação a algum que aqui não esteja, sinta-se à vontade para perguntar.
Fonte: Geek

Nenhum comentário:

Postar um comentário