16 de dez de 2010

Internet Explorer 9 e o desespero.

Ao longo destes últimos anos, o que mais se tem visto, é grandes promessas de segurança, velocidade e estabilidade para a próxima versão do Internet Explorer, foi a sim com 7, 8 e está a ser com o 9, quando na realidade os usuários verificam a versão final do navegador, dão-se conta que é mais uma propaganda enganosa, e dai a perda de mais de 50% de mercado em pouco mais de 4 anos.
Testes encomendados pela microsoft, ou divulgados de forma a induzir em erro, são uma prática corrente nas versões beta do IE, mas ao evoluir para versão final, chegam com mudanças visuais e mantendo os problemas de sempre, Segurança, dificuldade em, abrir todas as páginas da web, que normalmente são abertas pelos concorrentes, como Opera, Safari, Google Chrome e Firefox, na segurança, quando existe uma falha em qualquer navegador o que mais leva tempo a corrigir a falha tem sido sempre o internet explorer da microsoft, o que por si o faz o mais inseguro, a insegurança hoje em dia não está nas quantidades de falhas que são descobertas num navegador, mas a velocidade com que elas são corrigidas, e um bom exemplo disso aconteceu no inicio do ano, quando foi descoberta uma falha gravíssima de segurança que afetava todos os navegadores, o mais rápido a corrigir a falha foi o Firefox, levando 8 dias, o Internet explorer precisou de 74 dias para corrigir a mesma falha, ou seja, os usuários do IE ficaram vulneráveis a invasão das suas máquinas por 74 dias, isto só em relação a esta falha.
Gráfico mundial de uso por versão do navegador, e podemos ver, o motivo de desespero da microsoft e o seu internet explorer, em que à 4 anos tinha mais 90% de usuários a nivel Mundial. No momento o internet explorer 8 está com 27,96% e o Firefox 3.6 está com 25,33%
Source: StatCounter Global Stats - Browser Version Market Share
Na Europa, o Firefox 3.6 ocupa o 1° lugar com 32,37% e o internet explorer 8 tem 26,67% de usuários, de lembrar que a Europa tem regras de segurança e de privacidade muito elevadas, comparadas às dos Estados Unidos ou Brasil.
Source: StatCounter Global Stats - Browser Version Market Share

Nenhum comentário:

Postar um comentário